Loading

Santos Casais da Ferreira

policiario2016@gmail.com

FICÇÃO GALÁCTICA ACIDENTAL

FICÇÃO GALÁCTICA ACIDENTAL 

 


 

 

  1. O conde Tó Nico, o Marquês Tó Xico e o Duque Tó Pónymo, vivem na Galáxia do Pã Nyku Tó Tal.

 O conde tirara o dia para a bebedeira, ordenara aos vassalos para tratarem das terras e outros bens do condado e trancara-se na adegática.

O Marquês regressava de uma deslocação de negócios pelas Galáxias vizinhas, e estacionara a nave, perto da estalagem “O Apago da Má Sorte”, estabelecimento que recuperava com sucesso, o estilo das estalagens outrora existentes. no tempo da extinta humanidade.

O duque saíra da biblioteca onde copiava um livro sobre o Talmude, mantendo ilustrações iniciais, com rigoroso primor artesanal.

 Todo o material que se conseguira desenterrar, digitalmente nas escavações arqueológicas, está cuidadosamente guardado, no museu da guerra nuclear que quebrara o antigo planeta Terra, em milhares de asteróides vadiando pelo espaço.

 Dirigia-se agora ao Centro de Siderurgia Reprodutora Robótica, fiscalizar a linha de montagem das novas series de andróides, superiormente aperfeiçoadas, e ultimamente sujeitas a sabotagens por parte dos robots vindos de uma Galáxia mal-afamada, e que eram ameaças proeminentes à ordem mecanal e mecanacial e à parafusagem pública.

O funeral da sorte avançava no semblante oculto do planeta Cncrlh, e a multidão do azar festejava. No momento em que descia à cova a sorte fugiu do esquife e o azar caiu na sepultura para ela atribuída.

 

15 de Janeiro de 2021, 21:51:57

 


Santos Casais da Ferreira